A História de um Chamamento

“ Apaixonar-se por Deus é o maior de todos os poemas de amor, 

Procurar Deus é a maior de todas as aventuras  

e encontrar Deus a maior realização humana ."

Santo Agostinho

A Minha História De Vocação

A minha vocação, um presente Divino!

Nasci numa família pouco cristã, contudo a missa dominical e a catequese era o costume da família. Quando comecei a andar na catequese conheci outras crianças da minha idade o que me ajudou a frequentar sempre a Igreja. Fui me sentindo atraida pela relação com as Irmãs. Admirava˗as sempre, mas eu pensava que elas tivessem nascido já com aquelas roupas e que para mim nunca seria possível.

O tempo foi passando…Com 11 anos recebi o batismo e aqui Deus me tocou de uma maneira diferente e confusa para a minha idade! Ao receber a veste branca e ouvir o Padre dizer: Recebe esta veste branca e apresenta-a sem mancha no tribunal celeste. Um sentimento de medo apoderou-se de mim por causa da palavra tribunal. Tomada pelo medo, pensei súbito, como faria para não sujar o véu, e como saberia o dia da minha morte para eu colocá˗lo na cabeça de modo a chegar diante de Deus com ele. Com o tempo e a convite das Irmãs fui percebendo que também poderia ser como elas. Seguir Jesus a maneira das Irmãs da Apresentação de Maria. Era um desejo forte que não podia conter. O tempo foi passando e se foi estreitando a minha relação com as Irmãs. 

Acompanhada pela graça pude enfrentar a oposição da minha família e amigos face a esta escolha. Foi uma fase muito dolorosa para mim, sentir a revolta e a indiferença da minha familia por causa desta escolha de vida. Mas, Deus esteve sempre do meu lado e deu me coragem. Assim, em 2007, fui recebida para iniciar o postulantado. Fui caminhando com o entusiasmo crescente, até ao meu primeiro sim pelos Votos Temporários, em Novembro de 2010. Foi o cume da minha alegria por esta vida, neste dia eu disse a Jesus no meu coração˸ Senhor, não permitas que me separe de Ti. Repeti esta frase todo o dia.

A caminhada ainda era longa para preparar-me para um sim definitivo ao Senhor. Contei sempre com a paciȇncia de Deus e ajuda das Irmãs que nunca me faltou. Em 2017 emiti os Votos Perpétuos, com o coração repleto de gratidão. Deus nunca me faltou, por isso nunca duvidei que fosse este o caminho que devo seguir. Hoje, dou graças a Deus de todo o coração por me ter chamado a servi-Lo na Igreja e na Apresentacao de Maria. Que grande graça!… sinto que o meu sim a Jesus foi a melhor maneira de aproveitar a graça do meu batismo. Glória a Ti Senhor! Hoje, amar e seguir Jesus Cristo, viver os seus mistérios, imitar o seu exemplo, e dá-Lo a conhecer aos outros por meio do ensino e da catequese é tudo o que eu busco com ardor. Estou pronta para me apresentar no tribunal celeste com o meu véu sem mancha. Aproveito os dias da minha vida para louvar o Senhor que me amou com predileção, e me chamou a este estilo de vida, mesmo se por vezes não tenha encontrado em mim a medida justa, por minha fragilidade.

Irmã Odete Cristiano Sambo, pm

 

 

AMAR E DAR A VIDA !

Olá, sou a Irmã Eugénia,  Natural de uma pequena aldeia do interior de Portugal. Desde criança fui iniciada na vida cristã. Frequentemente rezávamos o terço em família e participavamos na missa. Fiz o percurso de catequese, fui catequista  e acólita.

No ano em que me preparava para a Crisma, comecei  a ter dúvidas em relação à existência de Deus. Numa tentativa de buscar e querer saber a Verdade, cheguei a frequentar o Salão do Reino das Testemunhas de Jeová, mas a confusão ía aumentando…

Numa conversa longa com o Pároco, percebi que a Verdade estava na Igreja Católica, então, retornei para a Igreja, colocando-me numa atitude de querer conhecer mais a Jesus. Mais tarde, recebi o convite para participar nos encontros Vocacionais em Fátima, proporcionados pelas irmãs da Apresentação de Maria.

O primeiro encontro vocacional, tocou-me profundamente. A sede de Deus e da Verdade que sentia, começou a ser saciada naquele encontro. Cada encontro era uma oportunidade única de conhecer Jesus e a vida de Maria Rivier, essa mulher de fogo que ardia em zelo por fazer conhecer e amar Jesus Cristo. Embora muito tímida, sentia-me bem junto das irmãs. O testemunho de simplicidade e alegria por terem entregue a vida a Deus começou a interpelar-me interiormente. Assim, pouco a pouco, fui sentindo que Deus me chamava a qualquer coisa de maior, mas não sabia o quê…

A experiencia de participar na JMJ na Alemanha em 2005 e de ter feito voluntariado no Centro Social São Nuno de Santa Maria em Cernache do Bonjardim, fez-me compreender que a minha felicidade passava por doar-me em favor do bem comum, tal como as irmãs o faziam…

Um dia ouvi o testemunho vocacional das irmãs jovens da Apresentação e interiormente senti-me impelida a seguir Jesus também, mas isso só compreendi verdadeiramente no Tríduo Pascal de 2006. Nesses dias, senti-me fortemente atraída por Jesus e amada por Deus. Se Deus que enviou seu Filho para nos salvar se deu totalmente a nós, porque não dar também a minha vida por Ele? Com esta confirmação, em Setembro de 2006, fui para Setúbal. Entre 2006 e Fevereiro de 2010 fiz o Noviciado e a 7 de Fevereiro, fiz a 1ª Profissão Religiosa. Dois anos depois, fui enviada à Missão do Brasil.

 

Durante o ano de 2018, realizei o Ressourcemente e a 04 de Novembro de 2018, (re)disse o meu SIM a Deus para o tempo e para a eternidade.

Atualmente, continuo em missão no Brasil e é grande a minha alegria de poder anunciar Jesus  e Sua Mãe, no meio das crianças e jovens. Tem sido um desafio, mas como dizia Maria Rivier: “Ó Feliz missão de levar o nome de Jesus a todos os lugares…”.

Sou feliz por pertencer a Deus  e a esta bela família da Apresentação de Maria e não a trocaria por nada! Com a graça de Deus e a ajuda da comunidade peço à Virgem Maria que me continue a guardar nesta  Santa Vocação onde um dia livremente eu disse “FIAT”!

 

Irmã Eugénia, pm