«Cuidar» dos jovens não é uma tarefa facultativa para a Igreja;
é uma parte substancial da sua vocação e da sua missão na história.
Tal como Jesus caminhou com os discípulos de Emaús.
a Igreja é convidada a acompanhar todos os jovens,
sem excepção, rumo à alegria do amor.

OS JOVENS, A FÉ E O DISCERNIMENTO VOCACIONAL

MARIA RIVIER E OS JOVENS

O seu ardor apostólico está enraizado na sua longa oração junto de Nossa Senhora da Piedade: se me curares, vou reunir e trazer-te crianças e ensiná-las a amarem-Te muito. 

Maria Rivier é uma fundadora com coração de fogo

Ela tem a paixão da educação dos jovens, em todas as suas vertentes. Faz-se próxima, acompanha-os com dinamismo, esperança e alegria na preparação do seu futuro. Cada um é único e ela conta com cada um: os pobres, os doentes, os abandonados são envolvidos pela sua bondade e ternura.

Por isso queria ter mil vidas para levar a todos a Boa Nova do Evangelho e fazer delas testemunhas. Enquanto houver um canto de terra onde Jesus Cristo não é conhecido e amado, não poderei descansar.
Mãe de coração grande, deseja ter irmãs cheias de zelo e de amor, aptas para educar, para evangelizar. Missão exigente.

Como vivê-la face a tantas necessidades? O seu segredo: Ponhamo-nos juntas e daremos escola. Será esta a sua palavra fundadora. Juntas, são abertas e acolhedoras para com todos, entregando a sua vida para formação da fé da juventude, nos quatro continentes para onde o Espírito as convocou.

A Sua santidade

O rosto de santidade da nossa Fundadora é para nós uma espécie de farol. Fascina-nos cada vez mais, na medida em que conhecemos melhor o seu perfil espiritual e que descobrimos toda a riqueza da sua personalidade e do seu carisma. O espírito de Maria Rivier inspira as atitudes interiores que devem caracterizar-nos e que nos aplicamos a cultivar em todas as etapas da nossa formação.

A PASTORAL DAS VOCAÇÕES

Jesus disse-lhes: «Vinde comigo,
e farei de vós pescadores de homens.»
Imediatamente, deixando as redes, eles seguiram-no.
Mt 4, 18-19

No meio da Igreja
em acto de fé, de adoração e de oferta,
a Palavra de Deus ressoou em nós Com um especial vigor
exigente e misericordiosa.