AS FONTES

MONTPEZAT

Maria Rivier nasceu em Montpezat sous Bauzon, a 19 de dezembro de 1768. Foi baptizada na igreja de Nossa Senhora de Prévenchères dois dias depois, a 21 de dezembro de 1768.

No coração de uma família cristã unida, experimentou a provação da doença. A sua mãe, uma mulher de grande fé, acompanhou a sua filha até junto da imagem da Pietà.
Ali, entre Maria e Maria Rivier, nasceu uma tal cumplicidade que fará Marinette dizer, mais tarde: “Obtive tudo à custa de terços.” Durante quatro anos, ela esteve na escola de Maria. Seguindo o seu exemplo, tornou-se uma mulher de esperança, educadora da fé, discípula de Jesus e mãe de todos aqueles que lhe foram confiados.
A 8 de setembro de 1774, foi curada da sua queda… E foi aí que começou a reunir as primeiras crianças para as ensinar e lhes falar de Jesus Cristo.

CASA PATERNA DA MARIA RIVIER

NOTRE DAME DE PRÉVENCHÈRES

DA PIETA

THUEYTS

Ela partiu para Thueyts, chamada a abrir uma escola em 1794. E com 4 outras jovens, em 21 de Novembro de 1796: Festa da Apresentação de Maria, elas fizeram a sua promessa ao Senhor. A primeira comunidade foi fundada, e a primeira casa mãe da Congregação.

Muitas outras jovens juntar-se-iam a estas mulheres no seu desejo de ensinar e de proclamar Jesus Cristo. Ao mesmo tempo, abriram um pequeno dispensário para ajudar os doentes e os pobres. De 1794 a 1814, 77 escolas foram abertas no sul de França pelas irmãs da Apresentação de Maria.

A PRIMEIRA CASA MÃE

A CAPELA

.

A CASA DE DOMINCAN

BOURG SAINT ANDÉOL

A casa de Thueyts tinha-se tornado pequena para as irmãs, os órfãos, e para as estudantes. Em 1814, Maria Rivier comprou o antigo Convento da Visitação para fazer dele a Casa Mãe das Irmãs da Apresentação de Maria. Morreu ali a 3 de fevereiro de 1838, tendo aberto 141 escolas, dispensários, orfanatos e internatos que se espalharam da Saboia até Bordéus. E ela profetizaria: “Um dia, as minhas filhas atravessarão os mares”.

 

A CASA DA MÃE

QUARTO DA MÃE RIVIER

A SANTA FAMÍLIA